Fórum de Valença do Minho

Olá caro(a) Visitante!

A Administração do Fórum Valença do Minho convida-o(a) a registar-se no nosso Fórum!

Se já o fez, por favor faça Login!

A Administração


Espanhóis investigam explosivos em Portugal

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Espanhóis investigam explosivos em Portugal

Mensagem por Boss em 14/1/2008, 15:11

Contrabando: Receios por causa da ETA
Espanhóis investigam explosivos em Portugal

A Guarda Civil espanhola está a levar muito a sério as suspeitas de contrabando de explosivos, entre Portugal e Espanha, com particular incidência na região do Minho e da Galiza, e está a investigar o fenómeno, em colaboração com as autoridades portuguesas.

Para além de suspeitar que os roubos de explosivos em pedreiras portuguesas têm “mão espanhola”, as autoridades do país vizinho admitem que, devido às restrições legais a que, do lado de lá, está sujeito o comércio destas matérias, a compra, por espanhóis no nosso país, de dinamite, cordão e detonadores, entre outro material do género, se tenha intensificado nos últimos meses.

De resto, o preço também é convidativo já que, a dinamite, por exemplo, custa em Portugal seis euros o quilo, enquanto que do outro lado pode atingir os dez euros.

Mas o que mais motiva esse contrabando é mesmo o facto de ser extremamente difícil comprar explosivos em Espanha. Já em Portugal, apesar de não ser um comércio totalmente livre, qualquer dono de pedreira, com a respectiva licença, pode adquiri-los, quase sem restrições.

Aliás, ao que apurámos, o requisito fundamental para a obtenção da referida licença é o facto de ser industrial do sector, a par de um registo criminal limpo. Muito mais simples do que em Espanha.

No entanto, fonte da PSP – a entidade que no nosso país é responsável pela área dos explosivos – disse ao Correio da Manhã que a fiscalização às pedreiras se intensificou nos últimos dois anos, tendo mais do que duplicado o número de brigadas no terreno, “com particular incidência nas regiões de fronteira.”

A mesma fonte admitiu também que a questão do terrorismo possa levar ao apertar da legislação portuguesa, no que toca ao comércio de materiais explosivos, sublinhando que “a livre circulação não é compatível, neste caso, com tamanhas diferenças em termos de legislação, pelo que o mais natural é que a nossa lei se aproxime o mais possível da espanhola”.

O aparecimento, há cerca de dois anos, de vestígios da ETA em Vieira do Minho obrigou as autoridades a intensificar a vigilância.

UM ESTRANHO ASSALTO EM VALENÇA

O assalto da passada quinta-feira numa pedreira de Valença do Minho foi considerado “muito estranho” pelas autoridades espanholas. É que, para além dos 25 quilos de dinamite, 84 detonadores e 800 metros de cordão detonante, também foram roubados 200 litros de gasóleo. Ora, os espanhóis querem apenas o material explosivo, o que levou a suspeitar que o assalto tivesse sido levado a cabo por portugueses. No entanto, é muito provável que o material explosivo roubado tenha por destino Espanha, já que em Portugal pouco mais vale do que os 200 litros de gasóleo.

Este assalto pôs em alerta as autoridades do país vizinho, que resolveram avançar, logo nesse dia, com uma profunda investigação ao caso. Aliás, na passada sexta-feira foram vistas em Valença várias viaturas da Guarda Civil espanhola.

http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=273569&idselect=10&idCanal=10&p=200

_________________


Leia as Regras do Fórum
avatar
Boss
Administrador
Administrador

Masculino
Idade : 47
Localização : Valença do Minho
Nº de Mensagens : 752
Mensagem : Leia e cumpra as Regras do Fórum
Data de inscrição : 03/03/2007
1

Ver perfil do usuário http://valencadominho.forum-livre.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Espanhóis investigam explosivos em Portugal

Mensagem por Boss em 6/2/2008, 15:29

Suspeitas de tráfico de explosivos para Espanha

A polícia espanhola está preocupada com a insegurança em Portugal e avisa que as minas portuguesas são pouco vigiadas e que é fácil traficar material explosivo do Alto Minho para a Galiza.

O gabinete coordenador de segurança portuguesa sublinha que não há provas de que os explosivos que saem de Portugal sirvam redes terroristas.

O assalto a uma pedreira em Valença, na noite de 9 para 10 de Janeiro é apenas um dos casos que muito preocupa as autoridades espanholas. Nessa altura foram roubados 25 kg de dinamite. De acordo com fontes do Centro espanhol de Coordenação Antiterrorista, as minas portuguesas transformaram-se num objectivo dos traficantes. Mesmo através da compra é fácil obter grandes quantidades de explosivos, em particular entre Valença e Monção. Refere a revista Interviú, numa reportagem alargada sobre o tema, que a vigilância deixa muito a desejar.

Por parte das autoridades portuguesas admite-se a possibilidade do tráfico de explosivos de Portugal para Espanha, mas em declarações ao «Diário de Notícias», o chefe de Gabinete Coordenador de Segurança, Leonel Carvalho, acrescenta que até agora nada está provado. Diz ainda o general, referindo-se ao roubo há menos de um mês em Valença, que não há qualquer indício de que os 25 kg de dinamite tenham como fim as redes terroristas. O roubo está a ser investigado pela Polícia Judiciária.

Passou um ano e meio desde o 11 de Março em Madrid. Os espanhóis criaram na altura uma rede de alerta de combate ao terrorismo na Europa. Uma rede centralizada em Espanha, mas que integra Portugal, França, Alemanha e Reino Unido. Desde então, o tráfico de explosivos é o primeiro alerta às autoridades portuguesas.

http://www.tvi.iol.pt/informacao/noticia.php?id=912016

_________________


Leia as Regras do Fórum
avatar
Boss
Administrador
Administrador

Masculino
Idade : 47
Localização : Valença do Minho
Nº de Mensagens : 752
Mensagem : Leia e cumpra as Regras do Fórum
Data de inscrição : 03/03/2007
1

Ver perfil do usuário http://valencadominho.forum-livre.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum