Fórum de Valença do Minho

Olá caro(a) Visitante!

A Administração do Fórum Valença do Minho convida-o(a) a registar-se no nosso Fórum!

Se já o fez, por favor faça Login!

A Administração


Vergonhoso o que este senhor diz!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Vergonhoso o que este senhor diz!

Mensagem por pacheco784 em 27/11/2008, 00:11

"Critica de Fernando Moreno a SIV de Valença"

São amarelos, riscados de azul, com gritos horrorosos de sirenes e estonteantes roncos, esplendorosas cintilantes e psicadélicas luzes de tejadilho, frente e traseira, percorrem constantemente os caminhos dos concelhos pitorescos, dilacerando numa azafama incontida a tranquilidade e paz da pacatez provinciana. São as novas ambulâncias do INEM, vieram para nos socorrer, mas também, sem dúvida, para nos deixar constantemente de coração na mão, pelo acutilante aparato de que nos dão conta nos mais imprevisíveis momentos do nosso quotidiano.

Não vai há muito tempo que ouvir uma sirene significava o anúncio colectivo de uma situação muito grave, o que nos deixava a todos, que moram cá pela província, de pêlos de pé e a conjecturar sobre quem seria o infeliz a quem o infortúnio lhe bateu à porta. E as notícias não tardariam a chegar, embora que geralmente especuladas, mas significavam sempre desgraça, dor, destruição e muitas vezes mesmo morte.

Até há pouco tempo entregues quase exclusivamente a incorporações dos Bombeiros Voluntários locais e polícia, esta missão de socorrer e transportar doentes vítimas de situação aguda e súbita, foi sempre merecedora de grande respeito social, não só pelo aprumo e dedicação das suas tripulações, mas também pela nobre missão que este trabalho envolvia. Nunca se ouviu ninguém criticar a inutilidade de uma sirene, muito menos deste trabalho ou da orientação que o mesmo merecia por parte das chefias e comandos.

Subitamente, e numa nova lógica de assistência pré hospitalar, o Estado acrescenta meios estruturais que rompem com o passado e tornam o nosso ambiente típico e orgulhosamente provinciano, num quase cenário cinematográfica de um Wollywood to entertainment source for movies, também a fazer lembrar as mais hilariantes películas de perseguições policiais.

Não queremos cair no ridículo de menosprezar a evolução dos tempos e protestar contra o progresso a ele inerente, mas também temos o direito de reagir contra aquilo que achamos excessivo e supérfluo por ser desajustado da realidade e se confundir com exibicionismo, parada altaneira ou para nupcial.

O nosso respeito pelos que trabalham nestas missões é, como humanamente se impõe, muito grande e sabemos que é com elevada responsabilidade que se carrega num botão e se accionam as medidas de sinalização dos carros de socorro e transporte de doentes. O problema estará nos menos escrupulosos, nos maus profissionais e nas directrizes destas organizações que são sempre especulativas para criar o furor de uma eficácia de socorro elitista, tantas vezes aquém do desejado.

Não podemos esquecer que estas estruturas que vão desde ambulâncias ao cuidado de organizações como Bombeiros, Policia, etc até SIV´s VMER´s e helicópteros, são “comandadas” por um centro de orientação conhecido pelas siglas CODU. Ora aqui é que reside o descrédito gerado em torno da actuação de algumas acções.

Quando ligamos o 112 logo após a primeira identificação da ocorrência pelo telefonista, se esta for do foro da saúde, ela será conduzida para o tal CODU a quem compete atender, avaliar e registar, no mais curto espaço de tempo, os pedidos de emergência. É este organismo do INEM que acciona o meio de socorro no terreno, que esteja disponível, e que fique mais apropriado à situação em causa, indicando-lhe, sumariamente, a casuística patológica que se pretende socorrer. Mas é também o CODU que indica à tripulação de socorro para onde devem encaminhar os doentes entretanto recolhidos naquela missão.

Parece, portanto, tudo isto muito bem organizado e eficiente. Mas…porque não nos convencemos? Não! Ainda não esquecemos o escândalo nacional que envolveu o referido CODU no caso infeliz de Castedo Alijó, não fosse tratar-se da morte de um cidadão, ter-nos-íamos rido à gargalhada de tanta inépcia. Mas também é com espanto que vemos esse aparatoso socorro em total desproporção com a ocorrência, que às vezes é uma ligeira picada de um prego, ou simplesmente por um pedido de transporte de um doente cuja patologia se manifestou há semanas atrás. Eu sei que há sempre a justificação de dizer que o atendimento tem de ser rápido seja o que for para se estar disponível para uma ocorrência pior. Mas isso nunca justificará o pavoneamento ridículo que às vezes (vezes de mais) assistimos.

Nesta descrição, do que achamos desproporcionado e errado, temos ainda, penosamente que lamentar, que estes meios de socorro conduzam, com o aparato anteriormente descrito, na maioria dos casos, na mais irracional utilização de meios, os doentes para serviços de urgência, a mais de 100 kms, no caso do Alto Minho, quando podiam ser atendidos bem perto, nos ainda SAPs dos centros de saúde , que ainda vão funcionando 24horas

Alguém é peremptório em afirmar que tal orientação se deve à necessidade de reduzir drasticamente o número de atendimentos de urgências nos SAPs para que estes possam ser desactivados sem protestos das populações…ou seja, mais uma repercussão inerente à assinatura dos tais Protocolos que algumas autarquias fizeram com o Ministério da Saúde.

Desculpem a malvadez da minha pergunta: Será que as sirenes nas ruas dão mais votos que o atendimento sereno de proximidade e eficaz dos SAPs?

Outubro 2008

FERNANDO MORENO


Este senhor é vergonhoso, e repondendo a sua pergunta senhor Enf. Fernando, que SAP´s?

Aquele SAP, em que quando por desgraça la tive que me deslocar para ser mal atendido por medicos e enfermeiros que antes preferiam estar na sala de convivio a ver o futebol do que estar a avaliar o doente, o mesmo SAP em que me foi dito que nao haveria Internamentos e para melhor me teria que deslocar ao CHAM(Viana)? É a esse SAP que se refere Senhor Emfermeiro?

Então sinceramente antes prefio ser atendido com o profissionalismo, dedicação e carinho da Tripulação do INEM do que pelo SAP, sim porque infelizmente ja tive familiares que tiveram que ser atentidos pela SIV do INEM de Valença que "voces" tanto criticam e so tenho coisas boas a dizer desse serviço, Recorda-me prefeitamente a ternura com que a Enf. Elisa (que na altura era a enfermeira de serviço na SIV) atendeu a doente, o trabalho em equipa do TAE e da Emfermeira, todo feito da melhor maneira possivel o que levou a enorme satisfação e rapida recuperação da doente.


Citação de Fernando Moreno

"Nesta descrição, do que achamos desproporcionado e errado, temos ainda, penosamente que lamentar, que estes meios de socorro conduzam, com o aparato anteriormente descrito, na maioria dos casos, na mais irracional utilização de meios, os doentes para serviços de urgência, a mais de 100 kms, no caso do Alto Minho, quando podiam ser atendidos bem perto, nos ainda SAPs dos centros de saúde , que ainda vão funcionando 24horas"

Deixe-me corrigir senhor Enfermeiro,
Em priemiro lugar não são mais de 100Km são cerqua de 50.
E ainda em segundo lugar diga-me sinceramente que capacdade é que os senhores tem no SAP para atender doentes Emergentes ou Urgente, quando nem sequer o Internamento funciona, a sua critica e vergonhosa senhor emfermeiro, e concordo plenamente que o INEM faça o transporte dos doentes directamente para o CHAM, secalhar é esse o motivo da sua revolta não senhor Enfermeiro?

Em vez de estar preocupado com o bem da população, esta preocupado com decrescimo do numero de urgencias nocturnas no seu SAP.

Se calhar o que é de lamentar é que uma Ambulancia esteja melhor preparada do que o SAP e a sua tripulação seja mais eficiente. Porque se o que nos queremos um Serviço de Proximidade em Valença ou uma Urgencia Basica não é assim que la vamos.

Deixem as criticas de lado e colaborem com as Equipas do INEM e dos Bombeiros, que muitas veses fazem o possivel e o impossivel para salver vidas, não são como diz o Sr Enfermeiro, que pela sua descrição inicial mais parece estar a falar de uma viatura Tunning.

Cumprimentos amigos.
avatar
pacheco784
Membro
Membro

Masculino
Idade : 28
Localização : Valença
Nº de Mensagens : 186
Data de inscrição : 18/09/2008
2

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vergonhoso o que este senhor diz!

Mensagem por Caça Fantasmas em 1/3/2009, 16:16

Este senhor enfermeiro sofre de descargas de vesícula. Como o atendimento do SAP funciona a 50%, ele teve que encontrar outro local para poder tratar as ditas descargas de vesícula, nada mais nada menos que o jornal O Valenciano. Neste jornal, o senhor enfermeiro faz a descargas de vesícula que bem entende, falando sobre tudo e dando a entender que nem de tudo ele percebe... Assim ele começa a melhorar do mal que padece!

_________________
avatar
Caça Fantasmas
Membro
Membro

Masculino
Idade : 47
Localização : Valença
Nº de Mensagens : 66
Data de inscrição : 20/08/2007
1

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vergonhoso o que este senhor diz!

Mensagem por pacheco784 em 30/4/2009, 00:55

CORRECÇÃO:

Quando em cima referi a tripulação da SIV referi o excelente trabalho da Enf. Elisa e por lapso não mencionei o Nome do TAE que penso ser o Ricardo.

Mais uma vez peço desculpa e Obrigado a todos!
avatar
pacheco784
Membro
Membro

Masculino
Idade : 28
Localização : Valença
Nº de Mensagens : 186
Data de inscrição : 18/09/2008
2

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vergonhoso o que este senhor diz!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum